Resumo/ Resenha: Branca dos Mortos e os 7 Zumbis e outros contos macabros

Boa tardee....venho neste precioso feriado fazer mais um Resumo/Resenha e desta vez lhes apresento o livro "Branca dos Mortos e os 7 Zumbis e outros contos macabros" do excelentíssimo autor brasileiro Abu Fobiya (que usa heterônimo Fábio Yabu). Já faz alguns meses que li este livro e o escolhi, pois recente apliquei sua leitura em sala de aula e isto fez com que eu reavivasse alguns contos que me marcaram nesta obra. 

Originalmente o livro foi publicado pela Nerdbooks em 2012 ( a Nerdstore divulgou a venda do livro em capa dura e escritas em vermelho-sangue como você vê acima), porém com a compra dos direitos pela Globo Livros a venda do livro acima não está mais disponível. Agora você encontra apenas pela capa que se segue abaixo:

O livro confere, em suas construção, com cerca de 10 contos que fazem a desconstrução dos contos de fadas da Disney misturando o mundo das princesas com um mundo com aspecto mais sombrio. São eles: Branca dos Mortos e os Sete Zumbis; João, Maria e os Outros; Os três lobinhos; A vendedora de fósforos e o vingador; Cindehella e o sapatinho infernal; A confissão, Bela Incorrupta; O monstro; O cemitério;Samarapunzel e o fim de quase todas as coisas. A abertura do livro se dá com a seguinte passagem:

"Você acredita em contos de fadas?
Não?
Bom, algumas coisa me diz que até o final deste texto você passará a acreditar."

e já introduz ao leitor a esse inquietante mundo do terror. Sabe-se que muito antes da Disney criar às versões fofas que conhecemos, os contos eram muito mais sombrios e aterrorizantes. Autores como Grimm e Perrault escreviam historias recheadas de crianças abandonadas, assassinatos e afins isso não apenas para causar terror, mas para aproximar o leitor à realidade a qual se convivia, ou seja, preparar às crianças aos problemas que rodavam mundo à fora. Já a Disney recriou esses contos recorrendo a ilusão e inocência que permanecem dentro do público infantil. Fábio Yabu (tratarei pelo heterônimo uma vez que a publicação traz assim) desconstrói novamente os contos trazendo uma mistura de realidade, horror e fantasia, uma inovação dentro da escrita de autores brasileiros. O livro abre com o conto que dá título a obra e faz uma mescla entre os contos (interligando-os) e compondo meio que um pesadelo ao leitor a cada capítulo que adentra. Contos como "Cindehella e o sapatinho infernal" somos apresentados não a uma Cinderela bondosa e doce, mas sim uma pessoa vingativa.


Um dos contos mais macabros que dá a intenção ao leitor ser sobre o Pinóquio é o conto "Confissão". Aqui adentramos ao mundo de um rapaz que comete crimes pavorosos que causam a ruína e fim de seu pai Gepeto. Durante todo a leitura o leitor fica num mistério em decifrar quem é quem durante os contos, só conseguimos entender da metade para o fim em que são expostas dicas. O autor passa várias referências dos contos originais, mas com uma escrita perfeitamente cinzenta e sombria.

Sobre a leitura:esta obra é rica nos detalhes de sua construção e conta de forma monstruosa os contos de fadas. Nem todo conto de fadas necessita de um final feliz para que seja bom. O autor escreve com maestria e precisão as historias e faz o leitor ficar apaixonado por cada linha que lê. Penso que devemos sempre prestigiar nossos autores contemporâneos, pois escritores assim como Fabio Yabu merecem ser lidos e ter um lugar reservado em nossas estantes.
Sobre a edição: Sou apaixonada pela primeira versão lançada pela Nerdbooks. A segunda versão é bonita, porém é o conteúdo que importa, não?!! E chamo atenção pelo ilustrador desse livro Michel Borges que recria exatamente aquilo que é descrito.
Agora deixo a cargo do leitor que adentre esse nova experiência nos contos de fadas de terror.
Beijos até breve.



Comentários

  1. Ótimo resumo/resenha
    Amei a descrição que você vez.. Escreva outros...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas